Le salon du vintage jeudi, Avr 30 2009 

Le Petit Journal annonce le Salon du Vintage à Paris, ouvert au début du mois d’avril à La Cour du Marais (3e arrondissement). J’adore le vintage…

A palavra vintage é « roubada » do vocabulário dos enólogos, enófilos e sommeliers. Utilizada para designar um vinho envelhecido, hoje a palavra se usa para roupas e acessórios de mais de dez, vinte anos, em excelente estado. E a moda, na rua e nas passarelas, está rendida ao vintage!

Delícia! J’adore!

Publicités

Carla et Sarko: l’amour à Madrid mercredi, Avr 29 2009 

Oooooh, que c’est mignon! À l’occasion d’une cérémonie officielle à Madrid, Carla a tenu la main de son mari, le président Nicolas Sarkozy, et ce moment doux a été capturé par les caméras. Fofo!

Cliquez ici pour voir le vidéo.


Carla Bruni-Sarkozy

Selon Paris Match, le journal espagnol El Mundo conclut: « Madrid a résisté à Napoléon mais 200 ans après la ville a succombé à sa réplique, ou plutôt à l’épouse de sa réplique. A l’évidence, Napoléon commit une erreur en envoyant le général Murat envahir la capitale de l’Espagne. S’il avait envoyé Joséphine, l’histoire aurait peut-être été différente« .

Vocabulaire du film – La Môme lundi, Avr 27 2009 

Já falei que vi o filme « La Môme », n’est-ce pas? Agora estou me preparando para passá-lo pros meus alunos, o que significa ir dar uma bela olhada nas expressões e argots que rolam no filme. Vamos ver um pouco do vacabulário do filme? Já vou avisando: tem baixo calão, hein?

  • morpion= pentelho
  • bout de choux= « repolhinho », jeito carinhoso de chamar um bebezinho
  • foutre le camp= s’en aller, picar a mula
  • se foutre= se ficher, se moquer, nem ligar, não dar a mínima
  • gagner sa gamelle= ganhar o seu pão
  • calva, calvados= eau-de-vie distillée à partir de cidre (essa eu nunca tinha ouvido!)
  • j’en ai claque= je suis fatigué(e)
  • je m’en cogne= não tô nem aí
  • becqueter= fam. manger; bicar, beliscar
  • cibiche= cigarette
  • moche= laid
  • surin= argot. couteau
  • trimer= labutar
  • poireauter= attendre, patienter
  • trou de chiotte= privada? Não tenho certeza, essa foi difícil de achar…
  • tapiner= rodar bolsinha
  • un rond= um tostão, um puto (sans un rond)
  • foutre au turf= se prostituer? Pelo que entendi, é isso.
  • coco= cocaïne
  • ça fait tarte= isso é brega!
  • dégueulasse= dégoûtant
  • fouille-merde= qqun extrèmement curieux, indiscrèt
  • colifichet= petit objet, ornement sans valeur
  • écorcher= deformar as palavras, pronunciar mal
  • baratineur= menteur
  • faire de la lampe= fazer bronzeamento artificial! essa eu achei ótima!

Programação Ano da França no Brasil – Belém vendredi, Avr 24 2009 

No site da Aliança Francesa de Belém dá pra ver toda a programação para o Ano da França no Brasil na capital do Pará: super!

Escolha sua programação favorita e aproveite ao máximo este ano especial! Tem de tudo: exposições, teatro, cinema.

Coisinhas do Audubert jeudi, Avr 23 2009 

Reuni algumas dicas de tradução dos nossos últimos estudos com o livro « Do português para o francês », de Albert Audubert.

  • o amanhecer= le petit matin, l’aube, l’aurore.
  • empan= distance comprise entre l’extremité du pouce et celle du petit doigt très écartés (de 22 à 24 cm). [« palmo »]
  • Dans la cour= no quintal. À la cour= na corte.
  • O encosto da poltrona= le dos ou le dossier du fauteuil.

Coco Avant Chanel mercredi, Avr 22 2009 

Aujourd’hui c’est la prémière du film « Coco Avant Chanel« , avec Audrey Tautou dans le rôle de Gabrielle Bonheur Chanel, la légende de la mode.

O cartaz do filme gerou polêmica na França, por ser considerado propaganda indireta do fumo. Polêmicas à parte, é um filme indispensável, à ne pas rater! Imagine só, a vida de Coco Chanel, interpretada pela maravilhosa Audrey Tautou? Ufa!

Audrey Tautou veste Chanel na estreia do filme

Audrey Tautou veste Chanel na estreia do filme

Nem podia vestir outra coisa, né? E ficou perfeitamente impecável, a fofa da Audrey.

O figurino do filme está nas mãos de ninguém menos que Karl Lagerfeld, o estilista da marca Chanel.

Cliquem aqui para ver o trailer do filme no youtube.

Sources: G1, imdb, Wish Report.

Ano da França no Brasil mercredi, Avr 22 2009 

Salut, les gars! Que saudades, hein? Ando fazendo mil coisas, preparando aula e prova pros meus alunos do Castilla, e acabei sumindo um pouquinho aqui do blog, mas estou cheia de assunto.

Savez-vous que hier on a inauguré l’année de la France au Brésil? Mais oui, c’est vrai! On aura un tas d’activités partout dans notre pays, toujours avec une inspiration française. Ici, à Belém, la mode a été le premier sujet abordé.

Rolou um desfile de moda e a abertura de uma mostra fotográfica que eu quero muito ir ver (no Palácio Lauro Sodré). Saiu no Diário do Pará uma matéria sobre a abertura dessas comemorações.

Para saber mais, visite o site oficial do Ano da França no Brasil, e lá você pode se informar sobre a programação na sua cidade. Para ver a programação paraense, clique aqui. Para ver a programação paulista, clique aqui.

Et vive la France!

La Môme Piaf lundi, Avr 13 2009 

Demorei mas enfim assisti o filme « Piaf – Um hino ao amor », que no original se chama « La Môme ».

Não viu? Veja! É um dos filmes mais bonitos dos últimos tempos, e uma das interpretações mais estupendas que já vi na vida. Quase posso dizer que um Oscar é pouco para Marion Cotillard, tinham que inventar um prêmio novo para ela. Ela deixa de ser qualquer outra coisa para ser Édith Piaf, uma coisinha miudinha que grita com força e canta com uma técnica estarrecedora.

La Môme

La Môme

Lindamente dirigido, com um casting divino, o filme é irretocável, simplesmente. A história de Piaf já é por si só emocionante, e tantas coisas eu desconhecia e que foram lindas de descobrir.  O Oscar de maquiagem era indispensável para coroar um trabalho perfeito. Marion vive uma mulher dos 17 aos 47 anos com a maior naturalidade, e irreconhecível. Quando eu vi um vídeo com uma entrevista com a Marion quase caí dura, isso é que foi uma transformação, uma incorporação!

Paris, je t’aime – Paris, te amo jeudi, Avr 9 2009 

Tenho visto muitos filmes franceses, que ótimo! Ganhei da minha amiga Ana Emília o dvd do filme Paris, Je t’aime, um filme conjunto composto de 18 curtas que se passam em diferentes quartiers de Paris. Cada curta conta uma história de amor, de todo tipo de amor, tendo apenas Paris como ponto em comum. Atores e atrizes diferentes e diretores também, o que rende um filme dinâmico e interessante, mas que surpreendemente consegue prender a atenção, apesar de as histórias não serem conectadas.

Minhas favoritas são as histórias « Loin du 16ème » – que aliás foi dirigida pelos brasileiros Walter Salles e Daniella Thomas -, o Place des Fêtes, o Faubourg Saint-Denis e o 14ème Arrondissement, mas também achei o Parc Monceau muito bem sacado, porque a gente primeiro pensa tudo errado e depois entende a história de verdade. Só vendo, porque eu não quero estragar a surpresa de vocês, n’est-ce pas?

O Père Lachaise é muito legal também, com aquela participação do Oscar Wilde! E o Place des Victoires, muito tocante.

O elenco é estarrecedor: Juliette Binoche, Gerard Dépardieu, Natalie Portman, Willem Dafoe, Miranda Richardson, Fanny Ardant, Steve Buscemi, Catalina Sandino Moreno. Acho que as interpretações mais lindas são a da Juliette e da Margo Martindale, e comovente turista americana do último trecho, narrando com emoção sua viagem a Paris no seu francês horrivelmente pronunciado, o que só torna a experiência mais tocante.

À ne pas rater! Não percam!

Souvenir d’Albert Audubert mardi, Avr 7 2009 

Eu e Crisim somos fanatiques de Monsieur Albert Audubert, que nos ajuda imensamente a treinar nossas habilidades de tradutoras. Mês passado a Cris me mandou pro email esta dica, de um lindo texto escrito num blog de um ex-aluno de Monsieur Audubert, e eu sugiro que leiam, pois é muito bonito.

Faz pensar em mestres que nos tocam, muito além de nos ensinar. Na doçura que se entremeia pela lições que só fazem com que o conhecimento penetre nossas mentes com mais facilidade e que não saiam dali nunca mais. Quando conhecimento se mistura desse modo com sentimento, isso sim é aprender. Aprender na vida, da vida, com a vida.

Mestres de verdade são como Audubert (como nos conta Philippe Billé no texto que recomendei) e como Monsieur Jean Briant, capazes que pedir ajuda aos alunos, na hora da dúvida!

Monsieur Briant et moi

Monsieur Briant et moi

No dia da nossa festa de formatura, meu mestre veio tirar uma dúvida comigo a respeito de uma tradução! Quase eu morro!

Page suivante »