L’électricité – vocabulaire jeudi, Jan 20 2011 

Un peu de vocabulaire, ce jeudi? 😉

 

  • a tomada= la prise
  • o plugue= la fiche
  • o interruptor= l’interrupteur
  • a extensão= le câble de rallonge
  • a lâmpada= l’ampoule
  • a lâmpada fluorescente= le tube fluorescent
  • a pilha= la pile
Publicités

Et si on se promenait à Paris? mardi, Jan 18 2011 

Dica de blog interessantíssimo, com fotos lindas da Ville Lumière.

Et si on se promenait … à Paris?

Desde agosto de 2009, a jovem parisiense Audrey vem enchendo de fotografias cheias de charme e muita alma esse blog cativante e apaixonante.

Très difficile à choisir une image à vous montrer! Elles sont toutes tellement jolies!

Passage Bourg L'Abbé

Passage Bourg L'Abbé, photo de Audrey

Mas eu adorei o post sobre le passage Bourg l’Abbé, que é linda e parece tirada de um cenário de bonecas. Há várias passagens cobertas em Paris (les passages couverts – perceba que passage é masculino!), são galerias de lojas que são cobertas e atravessam de uma rua até outra. São só para pedestres, e costuma ser super charmosas. Confiram esse post da Audrey, as fotos são encantadoras! E explorem o blog: vale a pena!

Pâte préssée non cuite mardi, Jan 11 2011 

Saudades dos fromages de France? Continuemos explorando os queijos franceses, espiando outros queijos, com a orientação de Helen Helene!

4. Pâte pressée non cuite (queijos de massa prensada não cozida)

São queijos como o Gouda.

Gouda

Gouda

A massa destes queijos não é cozida. O coalho é bem picotado e prensado para eliminar o máximo de soro, antes da affinage. Alguns queijos são picotados uma segunda vez, salgados e mais uma vez prensados, como o Cantal e o Laguiole.

A affinage é feita em salas ventiladas, a temperatura é mantida a 15 graus, e ela pode durar de 15 dias a 3 meses, dependendo do queijo.

Origens: monastérios e abadias na França.

Época ideal para consumo: pode ser consumido em qualquer época do ano, preferência para verão e outono.

Vinhos sugeridos: vinho de Savoie, brancos frutados, Bourgogne tinto e tintos jovens.

Alguns exemplos desse tipo de queijo:

– os AOC: Cantal Jeune, Cantal Entredeux, Laguiole, Morbier, Reblochon, Saint Nectaire, Tome des Bauges, Ossau-Iraty, Salers

Cantal Entredeux AOC

Cantal Entredeux AOC

– e mais: Bethmale, Fourme de Rochefort, Grand Montagnard, Grand Tomachon, Mamirolle, Mimolette Vieille, Mont des Cats, Moulis Vache, Murol, Port-Salut, Pyrénées, Raclette de Savoie, Saint Paulin, Tamié, Tête de Moine, Tome de Savoie

Raclette de Savoie

Raclette de Savoie, um dos mais antigos queijos desse tipo

– e os de leite de ovelha: Moulis Brebis e Petit Basque.

Petit Basque

Petit Basque

Lista completa dos queijos Pâte pressée non cuite.

  • Le saviez-vous?

A prensagem do coalho é conhecida desde a Antiguidade. No século 1 os romanos usavam pedras para fazer pingar o soro da massa do queijo. Plínio, o Velho, naturalista romano, referia-se provavelmente a um antecessor do Cantal ao mencionar « les fromages du pays des Arvernes et du Gévaudan qui sont appréciés à Rome ».

Há muitos queijos holandeses desse tipo, como o Edam e o Gouda holandês, assim como ingleses – o famosíssimo Cheddar! – e o Tilsitt suíço.

Cheddar inglês

Cheddar inglês

Sources: http://www.cniel.com/prodlait/fromage/NOCUITE/Nocuite1.html

http://fr.wikipedia.org/wiki/

L’Auberge Espagnole lundi, Jan 10 2011 

L'Auberge Espagnole

L'Auberge Espagnole

« L’Auberge Espagnole » est un film hispano-français qui raconte les études de Xavier en Espagne. A história é narrada pelo próprio Xavier, que decide estudar por um ano na Espanha para conseguir um cargo no ministério das Finanças francês. Xavier conta sua história a partir da burocracia para conseguir os documentos necessários para o programa Erasmus de intercâmbio até seu retorno à França.

Quando chega a Barcelona, Xavier conhece um casal de franceses, Jean-Michel et Anne-Sophie, e mora com eles por alguns dias. Após essa estadia ele passa a morar na república que dá título ao filme. No albergue, passa a conviver com estudantes de outros países europeus: um alemão, uma inglesa, uma belga, uma espanhola, um dinamarquês e um alemão. Para quem não mora na Europa, comme nous brésiliens, é um prato cheio para se deliciar com a diversidade de idiomas do caldeirão cultural que é aquele continente. O filme explora bem isso, mostrando as pequenas gafes com os idiomas uns dos outros e os pequenos e grandes preconceitos que geram atritos entre os europeus. Isso fica bem nítido quando o irmão da inglesa Wendy, William, passa uns dias hospedado no albergue.

Paralelamente às novidades aprendidas no albergue também se desenrola a confusa vida amorosa de Xavier. Ele tem une petite amie, Martine (Audrey Tautou), que ficou em Paris, e que passa a reclamar frequentemente da falta de telefonemas e contato de Xavier. Enquanto isso, em Barcelona ele passa a se envolver com Anne-Sophie que também exibe seus preconceitos a respeito dos espanhóis e outros países de terceiro mundo. Esse envolvimento com Anne-Sophie rende uma das melhores sequências do filme em que Xavier é « treinado » por sua amiga belga Isabelle em como ser um homem de « pegada ».

« L’Auberge Espagnole » tem uma boa história, é bem amarrado e com boas sequências. Rende boas risadas e dá bons temas pra conversar e debater. Para quem estuda francês é um ótimo filme apesar de ter alguns diálogos totalmente falados em inglês e espanhol.

Liens:

« L’Auberge Espagnole » sur Wikipedia.

« L’Auberge Espagnole » sur IMDb.

« Longe disso » dimanche, Jan 9 2011 

  • tant s’en faut = longe disso (também pode se usar loin de là)

« Nous ne sommes pas bêtes, tant s’en faut, nous sommes bien intelligents! »