Festival Varilux de Cinema Francês 2011 jeudi, Juin 9 2011 

E chegou a hora de se deleitar com o cinema francês, minha gente! O Festival Varilux de Cinema Francês de 2010 aconteceu em 9 cidades, e o deste ano terá lugar em 22 cidades e 30 cinemas do Brasil! Não é incrível? E adivinhem por que estou tão animada: vai ter em Belém! 😀

O evento começou ontem e vai até o dia 16 de junho. Aqui em Belém a programação é no Moviecom do Shopping Castanheira. Aqui vai a lista de cidades participantes: Rio de Janeiro, São Paulo, Belém, Brasília, Campos, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, João Pessoa, Juiz de Fora, Macaé, Maceió, Natal, Porto Alegre, São Luís, Santos, Salvador, Recife e Vitória.

O festival conta com a participação das atrizes Catherine Deneuve, Sandrine Bonnaire e Audrey Tautou (confira nos links a filmografia das feras). Fiquei pra morrer, né? Duas das minhas três atrizes francesas favoritas (Deneuve e Tautou, só fica me faltando a Sophie Marceau) em solo brasileiro! 😀

Filmes na programação, com link pro imdb e para os trailers!

Une vie de chat

Une vie de chat

Você encontra a programação no site oficial do Festival, e pode procurar por filme ou pela sua cidade.

À ne pas manquer!

Siga as novidades do festival no twitter (@Festival_Cine) e no Facebook.

Publicités

L’Auberge Espagnole lundi, Jan 10 2011 

L'Auberge Espagnole

L'Auberge Espagnole

« L’Auberge Espagnole » est un film hispano-français qui raconte les études de Xavier en Espagne. A história é narrada pelo próprio Xavier, que decide estudar por um ano na Espanha para conseguir um cargo no ministério das Finanças francês. Xavier conta sua história a partir da burocracia para conseguir os documentos necessários para o programa Erasmus de intercâmbio até seu retorno à França.

Quando chega a Barcelona, Xavier conhece um casal de franceses, Jean-Michel et Anne-Sophie, e mora com eles por alguns dias. Após essa estadia ele passa a morar na república que dá título ao filme. No albergue, passa a conviver com estudantes de outros países europeus: um alemão, uma inglesa, uma belga, uma espanhola, um dinamarquês e um alemão. Para quem não mora na Europa, comme nous brésiliens, é um prato cheio para se deliciar com a diversidade de idiomas do caldeirão cultural que é aquele continente. O filme explora bem isso, mostrando as pequenas gafes com os idiomas uns dos outros e os pequenos e grandes preconceitos que geram atritos entre os europeus. Isso fica bem nítido quando o irmão da inglesa Wendy, William, passa uns dias hospedado no albergue.

Paralelamente às novidades aprendidas no albergue também se desenrola a confusa vida amorosa de Xavier. Ele tem une petite amie, Martine (Audrey Tautou), que ficou em Paris, e que passa a reclamar frequentemente da falta de telefonemas e contato de Xavier. Enquanto isso, em Barcelona ele passa a se envolver com Anne-Sophie que também exibe seus preconceitos a respeito dos espanhóis e outros países de terceiro mundo. Esse envolvimento com Anne-Sophie rende uma das melhores sequências do filme em que Xavier é « treinado » por sua amiga belga Isabelle em como ser um homem de « pegada ».

« L’Auberge Espagnole » tem uma boa história, é bem amarrado e com boas sequências. Rende boas risadas e dá bons temas pra conversar e debater. Para quem estuda francês é um ótimo filme apesar de ter alguns diálogos totalmente falados em inglês e espanhol.

Liens:

« L’Auberge Espagnole » sur Wikipedia.

« L’Auberge Espagnole » sur IMDb.

Fanfan samedi, Déc 4 2010 

Eu tinha 18 anos, e vi um filme no Eurochannel. Chamava-se Fanfan. Pra começar, a atriz do filme era tão linda que parecia um Da Vinci, um Renoir, um Vermeer, algo de inimaginável naquele rosto. O ator tinha aquela fragilidade romântica francesa de garoto perdido (que nunca perde a masculinidade – como os franceses conseguem?) e, enfim, a história era bonita, eu acho que peguei do meio, não quis ver o final pra não estragar. Procurei na programação do canal, lembro que foi um drama conseguir gravar o tal do filme. Tinha um almoço na minha casa no dia que ia passar, o videocassete ficava no quarto dos meus pais, mil coisas. Consegui gravar. O filme se chamava Fanfan, eu já falei isso? Ela se chamava Fanfan.

E ele se chamava Alexandre.

(suspiro)

Com a cena épica (pra mim, pelo menos) do chiclete, com o qual Fanfan tentava se aproximar de Alexandre e ele se afastava, esse conto trovadoresco modernizado entrava na minha vida.

Na ordem inversa, depois de ver e rever o filme umas não-sei-quantas vezes, achei o livro e enfim li Fanfan, de Alexandre Jardin. O filme, com os perfeitos Sophie Marceau e Vincent Pérez, dos quais pra sempre virei fã, é muito fiel a tudo, aos fatos, e especialmente ao espírito do livro. Claro que ajuda muito o fato de o autor ser o roteirista, né? ; )

meu livro é dessa edição, da Siciliano/mon exemplaire est sorti dans cette édition, de Siciliano

meu livro é dessa edição, da Siciliano/mon exemplaire est sorti dans cette édition, de Siciliano

E o que aconteceu depois de todo esse tempo? Comigo, mil coisas. Casei, escrevi um livro, ainda não publicado. E nele tem um Alexandre. Não é à toa. Não mesmo.

E o que tudo isso está fazendo aqui neste blog? Além de recomendar aos leitores do Club que vejam o filme e leiam o livro, eu vos rogo: acompanhem a continuação! Sim, leitores, Alexandre Jardin está escrevendo a continuação da história de Fanfan e Alexandre, em tempo real, e você pode acompanhá-lo de várias maneiras.

Pelo site: http://www.fanfan2.fr/

Pelo twitter: http://twitter.com/alexndre2

Pelo facebook: http://www.facebook.com/pages/Alexandre-2/149528271744779

No site você também pode fazer download de um aplicativo para iPhone e receber as mensagens de Alexandre – o personagem 😉 ! É assim, on-line, que a gente fica a par de tudo o que ele faz para re-seduzir Fanfan todos os dias, com receitas de amor ternas, malucas, engraçadas, românticas, encantadoras, irresistíveis. É impossível não se apaixonar por Alexandre, e também por Fanfan. Eles são feitos para o amor.

Sejamos, nós também!

Version française

J’avais 18 ans et j’ai vu un film à l’Eurochannel. Il s’appelait Fanfan. L’actrice du film était belle comme un Da Vinci, un Renoir, un Vermeer, il y avait quelque chose d’inimaginable sur son visage. L’acteur avait la fragilité romantique du jeune homme français à l’air perdu (mais qui ne perd jamais sa virilité – comment est-ce que les Français y arrivent-ils?) Eh bien, l’histoire était belle et tout, je crois que j’ai pris le film au milieu et je ne voulais pas voir la fin. Donc je l’ai cherché dans la programmation de la chaîne, et je me souviens que ça a été un drame pour pouvoir l’enregistrer. Il y aurait une sorte de déjeuner spécial chez moi le même jour, le magnétoscope était dans la chambre de mes parents… Mais j’ai réussi à l’enregistrer. Le film s’appelait Fanfan, je l’ai déjà dit, non? Elle s’appelait Fanfan.

Et lui, il s’appelait Alexandre.

(Soupir)

Avec la scène épique (au moins pour moi) de la gomme à mâcher, avec laquelle Fanfan essayait de se rapprocher d’Alexandre et lui, il s’éloignait, ce conte d’un troubadour moderne est entré dans ma vie.

Dans l’ordre inverse, après avoir vu le film beaucoup de fois, j’ai trouvé le livre et finalement j’ai lu Fanfan, par Alexandre Jardin. Le film, avec les très parfaits Sophie Marceau et Vincent Pérez, duquels je suis devenue fana, est très fidèle au livre, pas seulement aux faits, mais surtout à son esprit. Bon, l’auteur du livre a écrit le scénario, et ça aide beaucoup, bien sûr. ; )

Et que s’est-il passé après tout ce temps? Avec moi, mille choses. Je me suis mariée, j’ai écrit un livre, pas encore publié. Et, dans ce livre, il y a un Alexandre. C’est pas étonnant. Pas du tout.

Et qu’est-ce que tout cela fait ici, sur ce blog? Outre la recommandation du film et du livre, je vous prie: suivez la suite! Oui, lecteurs, Alexandre Jardin est en train d’écrire la suite de l’histoire de Fanfan et Alexandre, en temps réel, et vous pouvez l’accompagner de plusieurs façons.

Site Web: http://www.fanfan2.fr/
Twitter: http://twitter.com/alexndre2
Facebook: http://www.facebook.com/pages/Alexandre-2/149528271744779

Sur le site vous pouvez également télécharger une application pour iPhone et recevoir les messages d’Alexandre – le personnage 😉 ! De cette façon, en ligne, nous serons au courant de tout ce qu’il fait pour re-séduire Fanfan tous les jours, avec des recettes d’amour tendres, folles, drôles, romantiques, charmantes, irrésistibles. Il est impossible de ne pas tomber amoureuse d’Alexandre, et aussi de Fanfan. Ils sont faits pour l’amour.

 

la scène de la valse

la scène de la valse

Soyons-le, nous aussi!

Vocabulaire d’Alexandre… jeudi, Déc 2 2010 

Depois eu vou explicar pra vocês, num post que será mais longo do que eu posso escrever agora, de onde vêm as expressões que salpico hoje aqui como um temperinho e também uma pequena provocação, para que fiquem ligados e curiosos! Sabem quem é esse Alexandre do título que andou usando estas expressões?

  • pied de nez = geste moqueur, moquerie
  • rouler une pelle = beijar de língua
  • être à l’ouest = être dans un état anormal, avoir la tête ailleurs
  • pisse-froid = rabat-joie, personne triste, ennemie de la joie des autres, casseux de veillée (Canada) (estraga-prazeres)

Por enquanto, ça suffit… Aguardem notícias de Alexandre…

Les Choristes vendredi, Nov 27 2009 

Não posso atinar por que eu demorei tanto tempo para ver o filme « Les Choristes » (pt: « A Voz do Coração », como sempre um nome besta na tradução BR. Que custava se chamar « Os coralistas »?), que já me havia sido indicado por algumas pessoas. Mas vi semana passada e recomendo vivamente: não deixem de ver! É lindo, é emocionante, tocante, inesquecível. A música, uau, nem sei o que dizer.

Les Choristes

Les Choristes

Se não posso linkar o filme inteiro aqui, invistam uns poucos minutos para ver o que estas crianças milagrosas fazem com a voz.

Vois sur ton chemin
Gamins oubliés égarés
Donne-leur la main
Pour les mener
Vers d’autres lendemains
Donne-leur la main
Pour les mener
Vers d’autres lendemains

Refrain
Sens au coeur de la nuit
L’onde d’espoir
Ardeur de la vie
Sentier de gloire

[Ardeur de la vie, de la vie
Sentier de gloire, sentier de gloire]

Bonheurs enfantins
Trop vite oubliés effacés
Une lumière dorée brille sans fin
Tout au bout du chemin

[Vite oubliés effacés
Une lumière dorée brille sans fin]

Refrain

[Ardeur de la vie, de la vie
Sentier de gloire, sentier de gloire]

Vois sur ton chemin
Gamins oubliés égarés
Donne-leur la main
Pour les mener
Vers d’autres lendemains
Donne-leur la main
Pour les mener
Vers d’autres lendemains

Refrain (x2)

O vídeo acima é de uma apresentação dos Petits Chanteurs de Saint-Marc no Palais des Congrès, e esse menino que com sua voz inacreditável arrepiou os pêlos de vossas nucas se chama Jean-Baptiste Maunier. Ele estrela o filme e canta, de verdade. O filme é de 2004, quando Jean-Baptiste tinha 14 anos, ou seja, hoje o guri tá com 19 e não está mais no coral (é um coral de crianças, né? ele foi solista do coral até 2005). Vejam aqui o site oficial de Jean-Baptiste.

Não resisti a colocar mais um vídeo. Este foi de « Cerf-volant ». No youtube tem muitos vídeos do espetáculo apresentado no Palais des Congrès. Se eu puder meter meu bedelho, recomendo que vejam/ouçam também as canções « Caresse sur l’océan » e « La Nuit ».

Le Petit Nicolas sur le grand écran! lundi, Oct 5 2009 

Já tinha contado por aqui que ia sair o filme do Petit Nicolas, né? Pois já saiu!

Le 30 septembre ce film très attendu a fait son première aux cinémas. À ne pas rater, sans aucun doute! Je suis trèeeees impatiente pour voir le film, ai ai ai… J’espère qu’il arrive bientôt au Brésil!

Le site du film

Le site officiel du Petit Nicolas

Un petit article au Petit Journal

« Home » lundi, Juin 15 2009 

Home, de Yann Arthus-Bertrand

Home, de Yann Arthus-Bertrand

Yann Arthus-Bertrand é um jornalista, fotógrafo e ambientalista francês que está encantando o mundo desde 5 de junho, mostrando um retrato de nossa casa, nosso planeta (que em francês é feminino, « la planète », o que dá, na minha opinião, aquela conotação de Mãe Terra), com muita doçura. Ainda não terminei de ver (disponível integralmente no youtube!), mas já vi o suficiente pra me apaixonar. Filmado totalmente « do ar » (un film 100% aérien!), as imagens conquistam. C’est un film évènement, como diz o artigo do Petit Journal, lançado mundialmente em DVD, em sessões de tv e até mesmo ao ar livre, como no Champ de Mars (Paris) e na Trafalgar Square (Londres), sem falar na internet. Vale a pena!

Charlotte Gainsbourg lundi, Juin 1 2009 

Charlotte Gainsbourg

Charlotte Gainsbourg

Elle est le nom du moment en France! A filha da Serge Gainsbourg acaba de ganhar a Palma de Ouro de Melhor Atriz em Cannes. Descubra no Petit Journal todas as faces de Charlotte: atriz, cantora, femme très bien vêtue! Cliquez ici pour regarder un vidéo de Charlotte: The songs that we sing.

Vocabulaire du film – La Môme lundi, Avr 27 2009 

Já falei que vi o filme « La Môme », n’est-ce pas? Agora estou me preparando para passá-lo pros meus alunos, o que significa ir dar uma bela olhada nas expressões e argots que rolam no filme. Vamos ver um pouco do vacabulário do filme? Já vou avisando: tem baixo calão, hein?

  • morpion= pentelho
  • bout de choux= « repolhinho », jeito carinhoso de chamar um bebezinho
  • foutre le camp= s’en aller, picar a mula
  • se foutre= se ficher, se moquer, nem ligar, não dar a mínima
  • gagner sa gamelle= ganhar o seu pão
  • calva, calvados= eau-de-vie distillée à partir de cidre (essa eu nunca tinha ouvido!)
  • j’en ai claque= je suis fatigué(e)
  • je m’en cogne= não tô nem aí
  • becqueter= fam. manger; bicar, beliscar
  • cibiche= cigarette
  • moche= laid
  • surin= argot. couteau
  • trimer= labutar
  • poireauter= attendre, patienter
  • trou de chiotte= privada? Não tenho certeza, essa foi difícil de achar…
  • tapiner= rodar bolsinha
  • un rond= um tostão, um puto (sans un rond)
  • foutre au turf= se prostituer? Pelo que entendi, é isso.
  • coco= cocaïne
  • ça fait tarte= isso é brega!
  • dégueulasse= dégoûtant
  • fouille-merde= qqun extrèmement curieux, indiscrèt
  • colifichet= petit objet, ornement sans valeur
  • écorcher= deformar as palavras, pronunciar mal
  • baratineur= menteur
  • faire de la lampe= fazer bronzeamento artificial! essa eu achei ótima!

Coco Avant Chanel mercredi, Avr 22 2009 

Aujourd’hui c’est la prémière du film « Coco Avant Chanel« , avec Audrey Tautou dans le rôle de Gabrielle Bonheur Chanel, la légende de la mode.

O cartaz do filme gerou polêmica na França, por ser considerado propaganda indireta do fumo. Polêmicas à parte, é um filme indispensável, à ne pas rater! Imagine só, a vida de Coco Chanel, interpretada pela maravilhosa Audrey Tautou? Ufa!

Audrey Tautou veste Chanel na estreia do filme

Audrey Tautou veste Chanel na estreia do filme

Nem podia vestir outra coisa, né? E ficou perfeitamente impecável, a fofa da Audrey.

O figurino do filme está nas mãos de ninguém menos que Karl Lagerfeld, o estilista da marca Chanel.

Cliquem aqui para ver o trailer do filme no youtube.

Sources: G1, imdb, Wish Report.

Page suivante »